06 maio 2007

Timbaland vs Neptunes e algo mais...

Nos ultimos anos, uma serie de produtores tem assumido papel central no hip-hop/r&b americano e consequentemente no do resto do mundo.
Desde os mais old-school Dr.Dre ou Dj Premier ate Kanye West que antes de se tornar uma superstar (merecidamente, diga-se) era o homem responsavel pelas programações de exitos de por exemplo mr. Jay-Z, dono da Def Jam Records e o homem que apostou definitivamente em Kanye.
Mas se houve nomes que apareceram associados a tudo o que foi exito nos ultimos anos em tudo o que vai do mais mainstream ate ao hip-hop mais underground eles foram os de Timbaland ( Tim Mosley ) e Neptunes (Pharrel Williams e Chad Hugo).Juntos estes 2 nomes ja produziram de tudo, desde Snoop Dogg, Nas, Justin Timberlake, Nelly Furtado,Britney Spears ou Ludacris ate Destiny´s Childs, Fabulous, Common e etc, etc....
Na carreira de ambos os nomes ha claros paralelismos. Ambos são respeitadissimos no meio com direito a uma serie de aparições em videoclips e tudo o mais. Ambos se foram aventurando cada vez mais e mais.
Como? Passo a explicar : Apos a obtenção de alguns exitos ambos decidiram produzir faixas com mais profundidade e objectivo e não so por encomenda.Fizeram parcerias com artistas da sua preferencia, mas preferencialmente em inicio de carreia e trabalharam em albuns seus como se estes fossem em nome proprio, produzindo todas ou a maior parte das faixas.
Timbaland fez isso com Missy Elliot ou Justin Timberlake, os Neptunes com Kelis ou o mesmo Justin.
Mais tarde ambos tentaram albuns em nome proprio. Timbaland com a ajuda do rapper e amigo de longa data Magoo e os Neptunes com mais um rapper amigo e mudando de nome para N.E.R.D. e depois so Pharrel Williams verdadeiramente a solo ja durante o ano de 2006.
Em todos estes trabalhos parecia faltar algo, como se para estes senhores fosse mais facil criar para alguem do que para eles, dar fama a outros e não a eles...
Em 2007 Timbaland decidiu fazer o primeiro disco so em seu nome, ainda que dificilmente se possa falar de disco a solo quando a lista de convidados e enorme. Mas mais uma vez o resultado não é totalmente satisfatorio, principalmente na segunda metade do album 'Shock Value' em que Big Tim se tenta aproximar das areas pop-rock com presença de Rakes ou She Wants Revenge com resultados por vezes sofriveis....Muito melhor e o inicio do album com aparições de Nelly Furtado ou 50 Cent e na melhor faixa do album 'Bounce' com Missy, Dr. Dre e Justin como convidados.
Já no lado Neptunes e depois do semi falhanço critico e de publico que foi o album a solo de Pharrel, voltou-se ao que se faz melhor. Melodias digitais secas e minimais, batidas rudes, por vezes feitas de elementos sonoros totalmente surpreendentes (quem não se lembra de 'Drop it like it's hot' de Snoop ou 'Hot in here' de Nelly?), tudo a volta de um minimalismo que não era regra no hip-hop mas que ja criou escola. E se ja havia musicas soltas para espelhar isto e ate o primeiro album de Kelis, ainda que este muito mais r&b que o normal, faltava um album que mantivesse a qualidade do inicio ao fim.
Pois bem, esse album existe e ate ja data de 2006. Chama-se 'Hell Hath No Fury' e pertence a um duo de rappers protegidos dos Neptunes ha ja algum tempo ( ja tinham aparecido na colectanea 'Neptunes present Clones' ) que da pelo nome de Clipse.
Os Clipse, que são irmaos, sao ambos excelentes mcs e beneficiam das tais batidas secas e minimais para poderem ter a banda sonora ideal para os seus tratados sobre o submundo.Trafico de drogas, outros negocios ilicitos, mulheres, vidas luxuriantes, sao retratadas melhor do que alguma vez o foram. Na mesma frase podem constar palavras como cocaina ou quilos, bem como gucci ou Cavalli....
Definitivamente a obra maior dos Neptunes, bem como um classico instataneo do hip-hop. Mesmo os que abominam este tipo de letras podem ser conquistados pela produção. A ouvir...

0 comentários: