28 fevereiro 2007

Grinderman e Nicholas Edward Cave

' I've got the no pussy blues! '

Os meus primeiros contactos com o grande senhor australiano Nick Cave datam de 1992 com 'Henry's Dream'. Sorte de ter um amigo que por sorte tinha um tio que por sorte era dj no Batô...
Gostei da força daquela voz, do tom das letras, ora soturno, ora violento, ora dramatico, ora apaixonado, até devoto.
Gostei da aspereza de musicas como 'Papa won't leave you Henry', da energia e boemia e paixão de outras como 'I had a dream, Joe' ou 'Brother my cup is empty'.
Passei a seguir a carreira.
O proximo passo seria 'Live Seeds', album ao vivo. Percebi a força em palco, o quase exorcismo de cada concerto na altura.Conheci também musicas como 'The mercy seat', 'The weeping song' ou 'From her into eternity'.E dai para os albuns mais antigos e perolas de albuns como 'Tender Prey'.
Depois houve um album que me convenceu menos 'Let Love In' ('94), com canções memoraveis mesmo assim.
Mas logo de seguida uma inflexão de carreira para uma fase mais calma começa com 'Murder Ballads', album conceptual com canções sobre crimes sangrentos que conseguiu a Cave alguns dos seus maiores exitos com os duetos 'Where the wild roses grow' e 'Henry Lee' com Kylie Minogue e P.J.Harvey.Esta fase consegue prender-me.Cave decide acalmar ainda mais.
Tinha chegado uma fase diferente na sua vida pessoal e ele queria reflcti-la no seu trabalho.
Apostou forte no piano e conseguiu dois albuns fantasticos:'The Boatman's Call' e 'No More Shall We Part'.Musicas deliciosas como 'Into my arms', 'Far from me', 'Lime tree arbour', 'And no more shall we part' ou 'God is in the house'.
Seria dificil repetir o efeito e Cave não conseguiu quanto a mim faze-lo desde então.Ou então....
Nesta historia tinha omitido intencionalmente um nome: Bad Seeds.A banda que durante todos estes anos e albuns acompanhou Nick Cave.Deles fazem ou fizeram parte por exemplo Mick Harvey ou Blixa dos Einsturzende Neubauten.A banda de grandes musicos que ajudou a criar o caos e a bonança em palco ao longo de todas as digressões.Pois bem, Nick decidiu fazer um album sem eles. Decidiu apostar num album com nome de banda nova 'Grinderman' e não de Nick Cave &..., como já não fazia desde a sua banda de inicio de carreira Birthday Party.
E que resulta desta nova banda, que ate tem colaboradores do tempo dos Bad Seeds?
Um album ao inicio mais rock, com a guitarra bem puxada e nervosa de outros tempos, as letras demoniacas e tudo o resto.Nick em forma.Depois acalma mas a sensação final é bem recompensadora.Um album com a marca de um senhor.

2 comentários:

João Santos disse...

foi dica tua João, nunca mais escrevias, fui eu.belo album.

João M. Sousa disse...

Se este não for um dos álbuns do ano é muito bom sinal! Gosto especialmente das mais eléctricas, que revelam a faceta rocker que já tinha saudades de ouvir no nick cave. As duas primeiras músicas agarram-nos completamente, versos repletos de humor negro, puch lines fabulosas e a eloquência que sempre acampanhou nick cave.

(está para muito breve o post...)