09 janeiro 2007

dubstep e outras coisas

O Dubstep

Desde bem novo sempre fui muito influenciado por correntes britanicas.De lá vêm as minhas principais referências em termos de bandas "old school".Beatles,Clash,Depeche Mode,Smiths,Primal Scream,Stone Roses,os proprios Blur,etc.
Sempre achei que a "cool brittania" estava um pouco a frente,para alem de ter aquele sabor a europa que eu tanto gosto.Dentro dessa linha,quando comecei a dedicar os meus ouvidos a novas tendências fui muito influnciado pelos Prodigy,Underworld,Masive Attack,Tricky and so on...
Mais tarde surgiu o drum and bass,estilo que ainda hoje so e verdadeiramnete reconhecido e apreciado no Reino Unido.Na altura fiquei fascinado com os ritmos acelerados e ao mesmo tempo quebrados desse novo estilo.Era algo de completamente novo.Nomes como Roni Size,Goldie,dj Krust,Matrix,Ed rush & Optical,Fabio,Andy C ou Grooverider passaram a entrar nas listas de mais ouvidos.O drum and bass continua vivo e de saude,mas como qualquer genero originou correntes alternativas.
Assim de la vieram por exemplo o 2-step que aproveitava as batidas quebradas e as juntava a um aroma house e que teve como expoentes Mj Cole ou Wookie.Tambem o hip-hop britanico evolui bastante desde o drum and bass ja que varios djs de drum gostam de usar mc's(master of cerimonies para quem não sabe...) nos seus animados sets.A corrente Grime por exemplo usa varios graves ou sub-graves ao estilo drum nas suas construcções.Ouvir os albuns magnificos de The Streets,Dizzee Rascal ou Sway para confirmar.
A ultima derivação do drum and bass recebeu o nome de dubstep.Como o nome indica há uma grande influncia do dub neste estilo,como o indicam as batidas arrastadas e "fumarentas" de vários temas.No essencial no entanto ficam os sub-graves que fazem tremer o peito,as batidas fora de tempo e um estilo que sendo um derivado cheira a novo.Para alem disso e mesmo fresco,tem pouco mais de um ano.Mas já produziu obras de valor,como atestam a presença de Kode9 ou Burial em várias listas de melhores do ano por publicações dessa europa fora.Talvez o facto de não ser tão agressivo como o drum o torne mais popular,até porque a corrente dub/reggae esta em alta pela europa.(Eu não sou fã de reggae!).
Recomendo os albuns de Skream "skream!" , Kode9 and Space Ape "memories of the future" e Burial "burial"(ainda há poucos longa-duração),bem como as compilações "tectonic plates" e "dubstep all-stars" vols. um e dois.Estas ultimas sao mixadas.
Malhas que deixam marca são sem duvida duas do Skream "midnight request line" e "stagger",a primeira já considerada o primeiro classico do genero.
Varias radios online passam dubstep,sendo uma das recomendaveis a rinse fm da responsabilidade de Skream(outra vez!).
Music to make you stagger,fellow bloggers.Enjoy.
See you soon for another cartoon!

Ps: Já não sou JOÃO SANTOS!!
Enjoy.

4 comentários:

Johnny disse...

«...batidas arrastadas e "fumarentas"...» é das melhores definições que já li associadas ao dubstep. Estás lá.

Bri disse...

Brutal Jonito!

Tiago Fragata disse...

Confesso que desconheço grande parte das bandas que falaste e mesmo do movimento Dubstep, apenas os dois primeiros parágrafos me disseram bastante.
Vou ouvir algumas coisas que falaste (Burial ouvi, mas não gostei do álbum)
P.S: É verdade, parabéns!

ant lx disse...

se as referências a kode9 e burial são imensas,a dupla Various e o album the world is gone são menos conhecidos... experimentem.