22 novembro 2006

The Beatles: Love


Apesar de na última semana já se ter falado e escrito muito sobre o álbum, não posso deixar de escrever algo sobre a grande banda do século XX.
Um trabalho de Giles Martin e do pai que resultou numa colectânea de músicas com novas combinações nalguns casos, reconstruções noutras, criação de novos sons noutra, enfim é um álbum dos Beatles!!! Dou duas razões para ouvirem este disco, a primeira porque 75% do álbum compreende as músicas compostas entre 67 e 69 (para mim, e para toda a gente penso eu, a fase mais criativa e também psicadélica dos Beatles) e segundo porque apresenta reconstruções de autênticas "obras de arte", o que não aparenta ser muito fácil. Confesso que estou a gostar bastante do disco (sim, estou ainda na fase de devorar o disco) o que não deixa de ser estranho uma vez que nunca pensei que viesse a gostar de versões de músicas dos Beatles...talvez a razão resida no facto das reconstruções serem muito ligeiras, não alterando a melodia e harmonia da própria música.
Recomendo a todos os fãs! Os que conhecem de nome os Beatles, recomendo que ouçam primeiro o White Album, o Revolver, Rubber Soul, SgtPeppers..., etc

3 comentários:

joao disse...

... oucam primeiro o Sgt Peppers, o White Album, ...

João Vasco disse...

estou mesmo curioso pa ouvir isto, a impressão que tenho agora é a mesma que tu tinhas no inicio... não me parece que vá gostar nada disto. sou muito conservador e agradam-me os defeitos e imperfeições resultantes do facto das musicas deles terem sido originalmente gravadas à 30/40 anos.
Puseste-me curioso, obrigado :-)

Marco Costa disse...

Fragata é oficial... já ando viciado neste Love. :)
Haverá alguém com restia de sanidade que não venere estes senhores?

Grande abraço.